close

O papel da fibra virgem na reciclabilidade do papel

A fibra virgem é essencial para manter o ciclo do papel viável e renovável.

Seria impossível manter o ciclo de reciclagem do papel sem fibra virgem, pois a reciclada deteriora-se após algumas utilizações. É sempre necessária fibra virgem para criar papéis de alto desempenho e reciclados. Além disso, é necessária para iniciar o processo de reciclagem destinado a produzir papéis para outras aplicações.

Inúmeros processos de reciclagem de papel afetam as propriedades mecânicas e químicas da fibra. Embora alguma dessa fibra se perca no processo de conversão, há uma grande percentagem que pode ser reciclada até 7 vezes. O rendimento vai reduzindo gradualmente, parte da fibra encurta e, por fim, enfrequece. A fibra reciclada não ultrapassa as 5 vezes, pois perde a sua resistência.

Portanto, a utilização de fibra virgem, que deve ser proveniente de florestas geridas de forma sustentável (FSC®), é um compromisso necessário para garantir a resistência, a qualidade e a disponibilidade ilimitada dos produtos de papel.

Na Fedrigoni utilizamos exclusivamente celulose com certificação FSC, o que significa que esta matéria-prima é proveniente de florestas geridas de forma sustentável. No caso da fibra reciclada, preferimos os resíduos pré-consumo dada a qualidade da sua reciclagem e a pegada de carbono menor.

Os produtos Fedrigoni encontram-se na fase final da cadeia de reciclagem do papel, representando a fonte da porção de fibra virgem necessária para sustentar a cadeia no seu conjunto.

Definições:

Fibra virgem: Fibras vegetais utilizadas pela indústria papeleira essencialmente provenientes das árvores. São basicamente diferenciadas entre fibras longas, principalmente de madeiras resinosas (pinheiro, abeto, cipreste-da-patagónia) e fibras curtas, de madeiras duras (faia, bétula, eucalipto, choupo).

Fibra reciclada: A fibra (ou polpa) reciclada é definida como o produto semiacabado obtido a partir de resíduos de papel e cartão entregues pelo consumidor final às plataformas de reciclagem pertinentes (resíduos pós-consumo) ou a partir de resíduos dos processos de fabrico de papel (resíduos pré-consumo ou resíduos pós-industriais). Portanto, os resíduos dos processos de transformação da madeira ou da produção da própria polpa de madeira não devem ser considerados fibra reciclada.

FSC®: O Forest Stewardship Council (FSC® – Conselho de Gestão Florestal) é uma organização não governamental que criou um sistema de certificação florestal focado na promoção de uma gestão florestal ambientalmente adequada e à rastreabilidade dos produtos de origem florestal.

PEFC: O Programme for Endorsement of Forest Certification (Programa para o Reconhecimento da Certificação Florestal) é uma organização reconhecida a nível mundial dedicada ao reconhecimento de sistemas de certificação florestal.

Two Sides: Uma iniciativa de comunicação global destinada a fornecer informação verdadeira e baseada em evidência sobre a sustentabilidade do papel e da impressão.

 

Saiba mais sobre os nossos compromissos em matéria de sustentabilidade aqui.

prev next